Corte laser chapa ou Corte laser tubo? - DIMAKIN

DIMAKIN

Máquinas para Transformação de Metal: Máquinas Corte Laser Tubo, Máquinas Corte Laser Chapa, Quinadoras, Prensas Hidráulicas, Máquinas Corte Plasma, Viradeiras.

 

Corte laser chapa ou Corte laser tubo?

Corte laser chapa ou corte laser tubo.

Qual será o melhor sistema para o seu negócio, corte laser chapa ou corte laser tubo? Reunimos alguns pontos que vão ajudar na decisão.

Ao longo dos tempos tem-se assistido a uma padronização dos sistemas de corte laser, principalmente no corte de chapa. No entanto, o corte tubo já é um pouco mais complexo, sendo a oferta ainda bastante diferenciada a nível técnico. Existem diferenças entre corte laser chapa e corte laser tubo que devem ser acauteladas, caso pretenda mudar de um sistema para outro ou, quiçá, complementar.

 

Chapa inerte vs tubo móvel

Ao contrário do que acontece no corte laser chapa, em que esta está imóvel durante o corte, no corte laser tubo é o material se move durante a produção. Ou seja, no decorrer do processo de corte, é o tubo que é movido para trás e para a frente, rodado, a velocidades variáveis. Este aspeto pode afetar a fiabilidade e produtividade.

Os tubos finos e flexíveis tendem a dobrar e encravar se não forem devidamente guiados, aumentando o risco de interrupções frequentes. Por outro lado, os tubos pesados aplicam tensão à máquina com choques e vibrações, requerendo força mecânica e soluções específicas para garantir que o sistema se mantém eficiente ao longo de toda a produção.

 

Uma solução para várias formas

Chapa e tubo estão no mesmo patamar no que toca à variedade de espessuras e material. No entanto, os tubos podem ser redondos, quadrangulares, retangulares, ovais, entre outros. Este aspeto tem um impacto significativo nas várias fases de produção, não só no corte, mas também na carga e descarga do material.

O sistema utilizado deve assegurar que o processamento seja fiável e sustentável. Para isso, é necessário que seja aplicado um sistema de gestão de corte bem mais complexo do que aplicado no corte de chapa, tendo em conta que neste último as peças permanecem imóveis na chapa onde foram cortadas, independentemente do material, espessura, tipo de corte ou geometria.

 

Planificar para poupar

O aumento do custo da matéria-prima obriga a uma gestão eficiente dos recursos disponíveis. Ou seja, torna-se imperativo reduzir o desperdício de metal. Por forma a cumprir este propósito, a solução passa por otimizar os parâmetros do processo, atingindo o equilíbrio entre produtividade e qualidade de corte.

No caso do corte de chapa, os algoritmos de compactação / nidificação posicionam as peças a cortar de modo a aproximá-las o mais possível. Consequentemente, existe um desperdício reduzido, pois permite que mais peças sejam encaixadas em cada chapa.

A mesma solução é aplicada ao tubo, porém devido à sua tridimensionalidade, esta é um pouco mais complexa. Ou seja, é mais complicado compactar as peças, especialmente se foram diferentes umas das outras. A otimização deste processo pode traduzir-se numa poupança significativa ao nível da matéria-prima (tubos).

Corte laser chapa vs corte laser tubo. Qual a melhor opção para o seu negócio?

 

A importância da fonte laser

Nos últimos tempos, a potência do laser no sistema de corte de chapa tem aumentado significativamente. Não há dúvida de que um aumento de potência, em condições adequadas, leva a um aumento da produtividade e a um aumento da espessura máxima de trabalho da chapa metálica. A chapa não tem a questão de ter uma parede oposta e, portanto, a potência utilizada para cortar, uma vez que tenha excedido a espessura, é dispersa na grelha de suporte.

No entanto, no caso do corte tubo a situação é diferente. Mais uma vez, é a geometria do material que complica o processo. Devido à sua geometria é impossível de percorrer longas distâncias a alta velocidade; a espessura que pode ser processada é mais limitada (com material mais grosso, os limites de peso permitidos pelas máquinas são rapidamente atingidos); não obstante, o facto de o próprio tubo ter uma forma fechada, ou seja, com um lado oposto ao lado a cortar, limita a potência máxima que pode ser utilizada, para se evitar queimaduras e sobreaquecimento das paredes cortadas e não cortadas.

 

2D para 3D

Um eixo extra não é suficiente para transformar um sistema de corte a laser 2D num sistema 3D. Este método de corte não é muito comum em chapa metálica. No entanto, é uma solução a ser considerada para tubos, desde que se tenha a noção do que é necessário e do que se pode alcançar.  Esta aposta implica inclinar o raio laser em relação à superfície do material durante o corte e ao longo do percurso para obter cortes chanfrados (biselados), arestas e extremidades de geometria inclinada e para conseguir juntas e suportes precisos entre tubos, simplificando a soldadura mais tarde.

À medida que o ângulo de inclinação muda e, em cada ponto do caminho, a espessura a cortar altera, os parâmetros do laser também devem mudar. Se estas alterações forem geridas de forma automática pelo controlo numérico e pelos algoritmos integrados na máquina, o corte 3D pode oferecer imensas soluções a explorar.

 

Ultrapassando dificuldades

As indústrias que utilizam tubos estão familiarizadas com questões como as tolerâncias geométricas na produção de tubos, problemas de torção e de flexão axial, sujidade ou ferrugem na superfície. Destes problemas, apenas uma pequena parte afeta a chapa. Assim, torna-se simples perceber porque é que obter peças do tubo, de qualidade consistente e sem desperdícios, é mais complexo.

Para o conseguir são, mais uma vez, necessárias soluções técnicas capazes de reconhecer e compensar as variações na forma do tubo e de gerir, eficazmente, a presença de sujidade e ferrugem. Mesmo a potência do laser deve ser ajustada de acordo com a velocidade de avanço em todos os pontos do percurso. Com efeito, evita-se queimaduras e perda do corte onde a espessura não é constante ou onde a curvatura do perfil altera.

Em suma, concluímos que, um elemento “básico” como a geometria interfere significativamente na solução de corte. Desta forma, é crucial estar atento a todos os aspetos técnicos caso pretenda alterar ou acrescentar um sistema de corte laser tubo ou chapa à sua produção.

 

Máquina Corte Laser Tubo DIMAKIN

 

Máquina Corte Laser Chapa DIMAKIN

 

Bem-vindo à DIMAKIN!
Bem-vindo à Revolução!

 


FALE CONNOSCO

Se procura equipamentos inovadores para corte laser chapa ou corte laser tubo, então entre em contacto com a DIMAKIN.

Utilize o seguinte formulário:

    Aceito os Termos e Condições e Política de Privacidade do website.

     


    Mais informações:

    Consulte mais detalhes sobre máquinas para transformação de metal. Por fim, consulte os vídeos de demonstração no nosso canal Youtube.

     

    Se gostou desta notícia, então vai querer ler também: